Compre 2 Receba 1 GRÁTIS. Últimos Dias Comprar

10 Mitos Comuns Sobre Plantas de Cannabis Autoflorescente

Apesar das plantas automáticas demorarem consideravelmente menos tempo que as fotoperiódicas, elas irão te surpreender!
21 July 2020
6 min read
10 Mitos Comuns Sobre Plantas de Cannabis Autoflorescente

Conteúdos:
  • 1. Autos são ricas em cbd
  • 2. As autos não podem ser transplantadas
  • 3. Todos as auto são menos potentes
  • 4. As auto não podem ser clonadas
  • 5. Todas as automáticas produzem baixos rendimentos
  • 6. Não se pode podar as flores automáticas
  • 7. As auto não têm gosto
  • 8. Autoflorescentes precisam de 24hs de luz
  • 9. As plantas automáticas não podem ser treinadas
  • 10. As auto demoram mais tempo do que o especificado
  • 11. Em conclusão

As plantas autoflorescentes têm sido desenvolvidas ao longo dos anos, embora fossem menos potentes e produzissem menos do que as fotoperiódicas, isso foi deixados para trás. Se quiser uma planta de cannabis que possa produzir tanto como fotos em menos tempo, as flores automáticas vão deixá-lo supreendido.

Antes das estirpes autoflorescentes chegarem onde estão hoje, não eram muito aceite pelos cultivadores, não se conseguia encontrar muitas autos e quando se encontrava uma, era muito provável que ficasses decepcionado com os rendimentos e a qualidade. Hoje em dia, os autos cruzaram-se com estirpes de Sativa e Indica e foram criados para produzir rendimentos enormes e um efeito mais potente, permitindo aos cultivadores obter a mesma qualidade e efeito, mantendo o traço de autofloração.

1. Autos são ricas em CBD

É verdade que a espécie ruderalis é tem muito CBD e também é verdade que as estirpes autoflorescentes têm genes ruderalis, mas há alguns anos que os criadores têm vindo a desenvolver estirpes autoflorescentes para serem ricas em THC.

 

Embora a espécie ruderalis tenha um nível de CBD elevado, as novas autos podem ser extremamente potentes.
 

Embora se possam encontrar autoflorescentes de CBD adequadas para pacientes medicinais ou para consumidores que não gostam de um efeito eufórico, como a nossa CBD Auto 20:1, há muitas autoflorescentes que têm um elevado teor de THC e podem ter a mesma potência (ou até mais potente) que as estirpes fotoperiódicas, mantendo o traço da autoflorescência, permitindo-lhe ter até 3 ciclos ao invés de 1 que terias com fotos.

2. As autos não podem ser transplantadas

Isto é um pouco verdade, mesmo que possa transplantar as suas auto, deve ter muito cuidado porque se não tomar os cuidados apropriados, pode chocá-las e isso pode afectar os rendimentos.

Como as auto levam consideravelmente menos tempo desde a semente até à colheita, chocar a sua planta pode dificultar o crescimento, se levar em consideração que as auto podem levar apenas 8 semanas a amadurecer completamente, mesmo um par de dias de recuperação de um transplante pode resultar numa colheita abaixo do esperado.

 

Tamanho do vaso

Embora seja recomendado o cultivo de plantas automáticas no seu vaso final, elas podem ser transplantadas desde que se tenha o cuidado de não as estressar demasiado.
 

Recomendamos que plante as suas auto num vaso grande para que não tenha de os transplantar, mas se tiver de o fazer, certifique-se de que o faz suavemente para tentar minimizar o stress, aqui estão algumas dicas:

  • Transplante as suas auto exactamente para a mesma mistura de substrato.
  • Certifique-se de que a terra em que se encontram está seca e a terra no novo vaso está húmida.
  • Evite apertar as raízes, deixe um pouco de espaço e não pressione demasiado o solo. Desta forma, evita-se chocá-las e problemas de raízes.

3. Todos as auto são menos potentes

Esta é a questão mais comum em relação às plantas autoflorescentes e durante algum tempo foi realmente verdade, embora agora tenhamos estirpes de autoflorescência extremamente potentes que podem ter até 27% de THC, estando ao nível das estirpes fotoperiódicas.

Esta nova genética autofloraescente tem uma mistura de genética Ruderalis, Indica e Sativa e pode ser verdadeiramente maravilhosa, um exemplo realmente bom é a nossa nova Gorilla Cookies Auto, embora seja uma estirpe autoflorescente, tem um elevado nível de THC e proporciona um efeito forte que é uma mistura de efeitos cerebrais e corporais.

4. As auto não podem ser clonadas

Por mais difícil que pareça acreditar nisto, não é realmente verdade. É possível clonar plantas automáticas, mas devido ao traço autoflorescente, os clones não terão muito tempo para se desenvolverem e não crescerão muito.

 

As auto não são normalmente clonados por causa do traço de autofloração, embora se possa, não irã render muito.
 

Os cultivadores normalmente não clonam estirpes automáticas devido ao risco de chocar as suas plantas, não vale a pena arriscar a sua colheita porque os clones geralmente crescem pouco e não têm tempo para produzir grandes rendimentos.

5. Todas as automáticas produzem baixos rendimentos

Este é um mito que pode ter tido origem no aparecimento das primeiras estirpes autoflorescentes, embora fosse verdade, hoje em dia é completamente falso.

De facto, algumas auto podem ter rendimentos mais baixos devido ao seu tamanho, mas há muitas genéticas autoflorescentes que foram desenvolvidas tão bem e durante tanto tempo que podem crescer até 150cm e produzir até 650gr/m2 em cerca de 10 semanas, é o caso da nossa Orange Sherbet Auto.

Tenha em mente que como a cannabis fotoperiódica cresce por muito mais tempo, tem tempo para crescer mais alto e isso resulta num maior rendimento, mas as plantas automáticas também podem produzir grandes rendimentos e depende apenas da genética e do seu equipamento de cultivo.

6. Não se pode podar as flores automáticas

Este mito irá certamente dividir os cultivadores, alguns cultivadores juram que funciona e outros não.

A verdade é: nem sempre terá o resultado esperado quando fizer a poda apical porque isto depende da sua experiência e da genética que está a cultivar.

 

O resultado da poda apical dependerá da sua experiência como cultivador e da genética com que está a lidar.
 

Por exemplo, se estiver a podar uma auto predominantemente Indica , provavelmente não terá o resultado esperado porque as Indicas tendem a crescer compactas, com poucos ramos laterais e pequeno espaçamento entre os entrenós.

Agora, se estiver a cultivar uma estirpe predominantemente Sativa mais alta, como a nossa Tangie'matic, poderá de facto beneficiar dela (se feita correctamente).

7. As auto não têm gosto

As boas genéticas autoflorescentes tem todos os mesmos cannabinoides e terpenos que as estirpes fotoperiódicas tem.

O cheiro depende apenas da sua capacidade como cultivador e da genética que está a cultivar, obviamente, se tem experiência e cultiva má genética ou se cultiva boa genética mas não tem experiência, os resultados não serão os que espera.

Para colher flores deliciosas é preciso ter um pouco de experiência que combinada com uma boa genética terá bons resultados, recomendamos o cultivo do nosso Strawberry Pie Auto, ela oferece uma bela combinação de cores e cheiros que deixará todos com água na boca.

8. Autoflorescentes precisam de 24hs de luz

Isto não é de facto um mito, mas mais uma preferência.

É verdade que algumas estirpes crescem melhor num ciclo de luz 24/0, mas outras crescem melhor num ciclo 16/8 porque preferem mais escuridão e outras desenvolvem-se melhor num ciclo de luz 18/6 ou 20/4 porque não aguentam demasiada luz.

Isto dependerá do seu objectivo e do que a sua estirpe pode aguentar, pode obter maiores rendimentos ao fornecer mais luz mas nem toda a estirpe pode aguentar bem, por isso é apenas uma questão de experimentar.

 

Ciclo de Luz 24/0 18/6 12/12
Horas de Luz 24 18 12
Horas de Escuridão 0 6 12
PrósNão requer um temporizador e pode resultar em melhores rendimentos.Permite que as plantas descansem, boas buds e poupa  até 25% de eletricidade.Poupa até 50% de electricidade.
ContrasPode tornar-se caro. Requer um temporizador. Buds subdesenvolvidas e leves.

9. As plantas automáticas não podem ser treinadas

Este mito é completamente falso, as flores automáticas podem ser treinadas e até deveriam em alguns casos, embora existam diferentes tipos de treino de plantas que podem ser classificadas em LST ou HST, dependendo da que escolher pode stressar as suas plantas.

Recomendamos a execução de técnicas LST com autos, desta forma pode obter os mesmos resultados (mesmo que seja necessário um pouco mais de trabalho) que obteria com o treino de plantas de alto stress, minimizando ao mesmo tempo o tempo que leva o tempo de recuperação, especialmente com plantas mais resistentes que produzem vários ramos laterais como a nossa Zkittlez Auto.

10. As auto demoram mais tempo do que o especificado

Ok, então isto não é um mito, tem de se lembrar que o tempo que os criadores especificam é quando se fornece um ambiente de crescimento óptimo para as suas plantas, as suas plantas podem e vão levar mais se não tiver os níveis apropriados de humidade, temperatura, luz e nutrientes.

Agora isto não é assim tão mau porque se não tiver um bom ambiente de crescimento, as flores não ficarão super densas, por isso mesmo que levem mais, ficará satisfeito com os resultados da sua colheita.

Pode sempre cortá-los antes de estarem prontos, se necessário, mas o resultado não será tão bom como deixá-los crescer por um pouco mais de tempo.

11. Em conclusão

Embora as plantas automáticas não fossem tão boas há alguns anos atrás, progrediram muito, hoje em dia é possível encontrar estirpes que se adaptam a todos os cultivadores e que têm características seleccionadas das plantas Indica e Sativa.

Certifique-se apenas de que está a proporcionar um bom ambiente de cultivo e será recompensado com buds densas e super saborosas, por favor deixe-nos um comentário abaixo partilhando a sua experiência com a cannabis autoflorescente!

21 July 2020
Comments