Melhor Tabela De Alimentação Para Plantas Autoflorescentes

Normalmente os nutrientes vêm com instruções para fotoperódicas, como ajustar essa quantidade para as automáticas?
26 August 2020
15 min read
Melhor Tabela De Alimentação Para Plantas Autoflorescentes

Conteúdos:
  • 1. Tipos diferentes de nutrientes
  • 1. a. Orgânic vs inorgânico
  • 1. b. De liberação lenta
  • 1. c. Nutrientes engarrafados
  • 2. Nutrientes para a fase de plântula
  • 2. a. Quando começar a alimentação?
  • 3. Nutrientes para a fase vegetativa
  • 4. Nutrientes para a fase de pré-flora e de floração
  • 4. a. Quando mudar para nutrientes de floração?
  • 5. Tabela de alimentação para autoflorescentes (fertilizantes liquidos)
  • 5. a. Tabela de alimentação orgânica para autos (fertilizantes em pó)
  • 5. b. Fase vegetativa (semana 1 - 4)
  • 5. c. Fase de pré-floração (semana 5 - 8)
  • 5. d. Floração (semana 8 - 10)
  • 6. Sobrefertilização
  • 7. Subalimentação
  • 8. Flushing e quando parar de alimentar
  • 9. Em conclusão

Todas as plantas de cannabis autoflorescentes, como qualquer outra planta, precisam de nutrientes para se manterem vivas e crescerem. Os nutrientes das plantas estão divididos em Macro e Micro. Os macronutrientes são nutrientes que as plantas utilizam em grandes quantidades: Nitrogénio (N), Fósforo (P), e Potássio (K). Os micronutrientes são os elementos secundários e são absorvidos em quantidades muito menores: Magnésio (Mg), Cálcio (Ca), Enxofre (Su), Cobre (Cu), Zinco (Zn), Ferro (Fe), Manganês (Mn), entre outros.

Tanto macro como micronutrientes são fornecidos por rega com nutrientes misturados, solo pré-emendado, ou pó de libertação lenta, ao alimentar, lembre-se que pode sempre adicionar mais mas nunca retirar nutrientes.

 

Aprenda os melhores nutrientes e forma de alimentar a cannabis com Sebastian Good.
 

A maioria dos nutrientes são feitos para plantas fotoperiódicas, facilitando a alimentação excessiva ou insuficiente e danificando a sua planta autoflorescente. É por isso que recomendamos que siga o melhor programa de nutrientes para plantas automáticas que foi adaptado para o cultivo de autos utilizando nutrientes feitos para fotos.

  • Semana 1 Plântula - Somente água;
  • Semana 2 Vegetativo - ⅛ nutrientes vega;
  • Semana 3 Vegetativo - ¼ nutrientes vega;
  • Semana 4 Pré-flora - ½ nutrientes vega + ⅛ nutrientes flora;
  • Semana 5 Flores se formando - ¼ flora + ⅛ nutrientes vega;
  • Semana 6 Flora - ½ nutrientes flora;
  • Semana 7 Flora - ½ nutrientes flora;
  • Semana 8 Flora & maturação - Flushing;
  • Semana 9 Maturação & colheita - Flushing;

1. Tipos Diferentes De Nutrientes

Os nutrientes podem apresentar-se de diferentes formas. Os mais comuns são diluídos em água, misturados no solo, e em pó para serem utilizados como cobertura de libertação lenta ou para serem misturados com o substrato. Normalmente, os cultivadores principiantes perguntam Quais são os melhores nutrientes? Isso dependerá da sua preferência e método de cultivo, existem basicamente dois tipos: nutrientes orgânicos e inorgânicos e há uma grande diferença entre eles, ambos podem apresentar-se nas três formas diferentes que falamos acima, mas funcionam de formas completamente diferentes.

Orgânic vs Inorgânico

Orgânico centra-se na criação e manutenção de um meio rico e repleto de microorganismos. Ao utilizar nutrientes orgânicos não estás alimentado a planta directamente, mas sim enriquecer o meio onde os microrganismos se encontram para se alimentarem dos nutrientes, quebrando-os e facilitando a sua absorção pela planta.

Como não está a alimentar directamente a planta, ela pode decidir quando e quais os nutrientes a absorver, a menos que o faça de propósito, é realmente difícil ter problemas relacionados com um excesso ou falta de nutrientes.

 

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: orgânico vs sintético

A diferença entre nutrientes orgânicos e sintéticos.
 

Os nutrientes inorgânicos funcionam ao fornecer uma quantidade exacta de nutrientes às raízes. Para poder fazê-lo sem qualquer dano para a sua planta, deve realmente conhecer as necessidades da sua autoflorescente. Os nutrientes necessários para um crescimento óptimo variam de variedade para variedade, por isso é realmente difícil saber exactamente o quê e quando se deve alimentar. Normalmente, começa-se a fazer experiências e se se observam sinais de subdesenvolvimento ou deficiências, alimenta-se um pouco mais.

Além disso, terá de ajustar a quantidade dada a uma autoflorescente para evitar o desperdício de nutrientes (orgânicos) e para evitar queimar as suas plantas (inorgânicas). Os fabricantes geralmente disponibilizam instruções com uma tabela e quantidades aproximadas para os produtos que vendem, mas normalmente são dirigidas às plantas fotoperódicas. Tendo isso em mente, com plantas automáticas recomendamos sempre começar com metade da quantidade recomendada.

De liberação lenta

Os nutrientes de libertação lenta podem vir em pequenas pastilhas ou em pó. Normalmente utilizado como cobertura ou pré-misturado na terra, esta é a forma mais simples de alimentação porque liberta lentamente os nutrientes ao regar. Assim, não tem de se preocupar em alimentar a sua planta até à colheita, a menos que veja quaisquer sinais de deficiência.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: nutrientes de liberação lenta

Os nutrientes de libertação lenta podem ser adicionados ao solo antes da plantação ou como cobertura depois.
 

A melhor maneira de regar quando se utiliza alimentação de liberação lenta é regar mais frequentemente com menos água, desta forma as pastilhas ou o pó irá se dissolver mais rapidamente e não terás quaisquer problemas.

Esta forma de alimentação também vem com instruções dirigidas às plantas fotoperiódicas, pelo que com plantas automáticas deverás (geralmente) utilizar metade da quantidade recomendada.

 

Sebastian Good fala dos Nutrientes certos e das Quantidades certas para cannabis autoflorescente.
 

Dica: Esta forma de alimentação leva alguns dias a dissolver as pastilhas ou pó se regar de dois em dois dias. Se vir sinais de deficiência ou se notar que a sua autoflorescente tem fome, podes utilizar uma pequena quantidade de nutrientes solúveis em água para corrigir isto imediatamente e dar aos nutrientes de libertação lenta um pouco mais de tempo para se dissolverem.

Nutrientes engarrafados

Os nutrientes engarrafados são o que todos conhecem, cultivadores, ou não. Estes fertilizantes vêm na forma líquida e são geralmente sintéticos, e relativamente baratos devido à vasta selecção disponível. 

Os nutrientes sintéticos são populares entre todos os tipos de cultivadores, mesmo que não sejam seguros como nutrientes orgânicos, podes efectivamente cultivar e colher as suas plantas sem grandes problemas. 

É possível encontrar muitas marcas diferentes e, a qualidade pode ser diferente, mas todos os fertilizantes conterão basicamente os mesmos elementos e proporção para a fase vegetativa (3-1-2) e a fase de floração (1-2-3), por isso é apenas uma questão de preferência.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: nutrientes engarrafados

Nutrientes sintéticos alimentam as raízes da planta directamente.
 

Tenha em mente que ao contrário da alimentação orgânica que se concentra na criação de um ecossistema no solo, os nutrientes sintéticos alimentam directamente as raízes então podes acabar queimando as tuas auto, por isso deves sempre começar com uma dose menor e aumentá-la gradualmente, desta forma podes verificar os sinais que a sua planta lhe dá e podes ajustar a quantidade de nutrientes às necessidades da sua planta, evitar o desperdício de nutrientes e o mais importante, evitar queimar as suas plantas.

Lembre-se que como estes nutrientes são sintéticos, muito provavelmente matarão os microrganismos presentes no solo, pelo que (dependendo do meio) terás de fornecer também todos os micronutrientes, como o Cálcio e o Magnésio, por exemplo.

Recomendamos a utilização de nutrientes orgânicos sempre que possível, desta forma estarás mantendo um ecossistema semelhante ao que se encontra na natureza, resultando em flores com um melhor sabor e evitando a sobrealimentação.

2. Nutrientes Para A Fase De Plântula

As plântulas brotam com duas pequenas folhas chamadas Cotilédones. Estas folhas fornecem o que a planta precisa para sobreviver até aparecer o primeiro conjunto de folhas verdadeiras. As primeiras duas semanas de crescimento da cannabis são as mais cruciais porque a pequena muda está estabelecendo o seu sistema radicular e é muito frágil.

Quando começar a alimentação?

Se estiver a alimentar-se na fase de muda, deve ter muito cuidado para não alimentar em excesso. Pode começar a sua autoflorescência com 1/8 dos nutrientes recomendados ou melhor ainda, basta dar água à planta durante essas primeiras semanas. Se alimentar a sua planta em excesso nesta fase de crescimento, é altamente possível que a planta não sobreviva ou se conseguir sobreviver, o rendimento será afetado.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: desenvolvimento da planta semana a semana

É importante compreender como a sua auto se desenvolve semana após semana, uma vez que a quantidade de nutrientes varia a cada semana.
 

Dica: A alimentação hidrossolúvel dá à planta acesso imediato aos nutrientes.

Se estiver a utilizar meios com nutrientes adicionados, não é preciso alimentar a planta durante as primeiras 2-3 semanas (até à fase de pré-floração). Então podes relaxar e esquecer dos nutrientes nesta fase de crescimento. 

Dica: Sempre leia as recomendações, pois os meios emendados contêm diferentes quantidades de nutrientes. Alguns podem ter a quantidade necessária durante as primeiras semanas, mas outros podem ter a quantidade necessária até à fase de pré-floração.

3. Nutrientes Para A Fase Vegetativa

As plantas de cannabis fotoperiódicas têm uma fase de crescimento vegetativo, mas as plantas autoflorescentes passam da fase de plântula directamente para a floração sem necessidade de alterar o ciclo de luz.

Alguns cultivadores acreditam que o momento em que a pequena muda recebe desenvolve o primeiro conjunto de folhas até começar a florir é a fase de crescimento vegetativo das plantas automáticas. Mas realmente não importa como chamamos esta fase porque o importante é que precisamos alimentá-la tal como uma planta fotopediódica normal na sua fase vegetativa.

Quando vemos que a nossa planta autoflorescente começa a crescer rapidamente, precisamos de começar a dar-lhe mais nutrientes. Normalmente, é melhor dar metade da dose recomendada de nutrientes, mas se a planta ficar muito tupida e grande, podes dar-lhe uma dose completa.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: macronutrientes na fase vegetativa

Certifique-se de que a sua planta recebe suficiente nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K) na sua fase vegetativa.
 

Na fase vegetativa, a cannabis precisa de muito Nitrogénio (N) e de uma quantidade decente de Fósforo (P) e Potássio (K).

Não importa qual seja a percentagem dos outros nutrientes, basta certificar-se de que o nitrogênio (N) está disponível mais do que os outros dois elementos. A cannabis autoflorescente também precisa desses nutrientes secundários, mas os fertilizantes comerciais têm normalmente uma mistura dos outros nutrientes que a sua planta necessita na solução.

4. Nutrientes Para A Fase De Pré-flora E De Floração

Após algumas semanas na fase vegetativa, a sua auto estará suficientemente madura para começar a desenvolver flores, quando isso acontecer as suas plantas começarão a desenvolver pistilos, que são um sinal de que a sua planta está prestes a entrar na fase de pré-floração.

Quando mudar para nutrientes de floração?

Quando as primeiras pré-flores começam a aparecer, é necessário mudar a sua alimentação para uma mistura de nutrientes de vega e de flora porque é preciso começar lentamente a introduzir mais Fósforo (P) e Potássio (K).

O fósforo é essencial para a produção de flores e tem de estar disponível quando a sua autoflorescente entra na fase de floração. Uma vez que a sua autoflorescente comece realmente a produzir flores, deves começar a alimentar apenas com nutrientes de flora.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: nutrientes na fase de floração

Deves começar lentamente a transição de nutrientes de vega para nutrientes de flora assim que vires os pistilos.
 

Alguns cultivadores pensam que se deve seguir estritamente a tabela quando se está a alimentar as plantas e se não se mudar o fertilizante, a planta não crescerá correctamente.

Mas a verdade é que quase qualquer fertilizante serve perfeitamente. Pode ser muito preciso e, se tiver muita experiência, pode aumentar o seu rendimento com fertilizantes apropriados, mas para principiantes e cultivadores de nível médio, não é tão crucial. É sempre melhor dar às suas plantas menos alimento do que alimentá-las em excesso. 

5. Tabela De Alimentação Para Autoflorescentes (Fertilizantes liquidos) 

As plantas de cannabis não gostam de ser sobrealimentadas e podem facilmente queimar-se devido a isso, a quantidade necessária para uma autoflorescente depende da variedade e do ambiente de cultivo. A seguinte tabela deve ser ajustada dependendo de quando a sua planta começa a florir.

 

Tabela de alimentação para autoflorescentes em meios inertes

SemanaFaseNutrientes
1PlântulaÁgua
2Fase vegetativanutrientes de vega
3Fase vegetativa¼ nutrientes de vega
4Fase de pré-flora½ nutrientes de vega + ⅛ nutrientes flora
5Flores formando-se¼ bloom + ⅛ vegetative nutrients
6Fase de floração½ bloom nutrients
7Fase de floração½ bloom nutrients
8Flora e maturaçãoFlushing (água)
9Maturação e colheitaFlush (água)

Tabela de alimentação para plantas autoflorescentes.
 

Tenha em mente que mais nutrientes não resulta em mais crescimento, algumas plantas são mais sensíveis aos nutrientes. A alimentação excessiva das suas autoflorescentes pode afectar a sua colheita porque necessitarão de tempo para se recuperar e quando isto acontece (especialmente na fase de floração), pode levar até 7 dias para que recuperem e continuem a crescer normalmente.

Observação: Este calendário baseia-se nas quantidades recomendadas para plantas fotoperódicas, por isso utilizamos ½, ¼, e ⅛. Se utilizar um meio com nutrientes pré-misturados, deves regar só com água até ver sinais de pré-floração (cerca da semana 4) e só depois começar a alimentar-se seguindo este programa a partir da fase de Pré-floração.

Tabela De Alimentação Orgânica Para Autos (Fertilizantes em pó) 

Para aqueles que estão apenas começando a cultivar cannabis e acharam a tabela acima um pouco difícil de compreender, aqui está uma tabela que lhe permitirá cultivar plantas automáticas de forma orgânica sem ser muito complicado.

Recomendamos o uso de fertilizantes da melhor qualidade que se possa encontrar, obviamente, é difícil encontrá-los em alguns locais, pelo que se pode usar o que se quiser desde que contenha Nitrogênio, Fósforo e Potássio nas proporções mencionadas abaixo.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: humus de minhoca

Humus orgânico de minhoca é uma excelente forma de fornecer nutrientes extra quando as suas plantas têm fome.
 

Também, dependendo da água, terás de fornecer micronutrientes, pelo que se recomenda a utilização de fertilizantes que contenham os micronutrientes de que as suas plantas necessitam se estiveres usando água filtrada.

Se não souber que marcas usar, podes dar uma olhada em Gaia Green, Down to earth, e Dr. Earth que são as marcas mais populares no mercado mas, como mencionado anteriormente, podes usar o que quiser e encontrares desde que seja 100% orgânico e respeite as proporções de NPK.

Vais precisar de:

  • Fertilizante universal 4-4-4 
  • Fertilizante de flora 2-8-4 
  • Húmus orgânico de minhoca

Este método consiste em pré-fertilizar o substrato e depois adicionar fertilizante como cobertura a cada 2-3 semanas, o que pode mudar de acordo com as suas condições de cultivo porque uma temperatura mais elevada pode aumentar a velocidade a que as suas plantas realizam a fotossíntese e o substrato pode ficar sem nutrientes mais cedo.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: mistura de substrato

Uma mistura de coco e perlita é um excelente substrato porque ajuda a oxigenar o meio, ao mesmo tempo que retém água.
 

Além disso, algumas estirpes podem precisar de mais nutrientes do que outras, e é aí que entra o húmus; O húmus de minhoca fornece uma pequena quantidade de todos os nutrientes de que as suas plantas necessitarão para continuarem a crescer sem deficiências até que seja a hora de se colocar mais fertilizante.

Substrato

Este tipo de alimentação pode ser feito em qualquer tipo de substrato em que prefiras cultivar, mas para melhores resultados, recomendamos a utilização da seguinte mistura: 

  • 90% Fibra de coco 
  • 10% Perlita 

Como foi dito antes, podes usar o que quiseres mas esta mistura tem mostrado grandes resultados, por isso é que a recomendamos, obviamente, podes e deves experimentar com outros substratos que lhe cpareçam mais apropriados.

Tenha em mente que a percentagem recomendada abaixo é baseada nas quantidades descritas pelo fabricante no pacote!

Fase vegetativa (semana 1 - 4)

Este programa de alimentação consiste na utilização de nutrientes em pó, pelo que tem de pré-fertilizar a sua terra com:

  • 75% - Fertilizante universal 4-4-4 
  • 25% - Fertilizante de flora 2-8-4

Depois de ter misturado o fertilizante no solo pode ir em frente e plantar a sua semente no vaso para germinação (ou depois de germinar); Estes fertilizantes são de liberação lenta que levam cerca de 1 semana para que os nutrientes estejam disponíveis, então não queimarão a sua plântula.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: alimentação orgânica fase vegetativa

Com a alimentação orgânica é quase impossível queimar a planta então não deves te preocupar tanto com a sobrealimentação.
 

Lembre-se que todas as plantas são diferentes, por isso, se as suas plantas ficarem com fome antes da alimentação de pré-floração, podes adicionar húmus orgânico como uma fertilização de cobertura (por cima do substrato, ao redor da planta), mas é muito provável que não seja necessário com plantas automáticas.

Fase de pré-floração (semana 5 - 8)

Uma vez que os primeiros pêlos brancos tenham aparecido, podes fertilizar o substrato pelo topo com:

  • 50% - Fertilizante universal 4-4-4 
  • 50% - Fertilizante de flora 2-8-4

Tenha em mente que tem de esfregar suavemente o fertilizante em pó no solo até que se misture completamente e depois de tudo estar misturado, regar para que o fertilizante comece a dissolver-se.

Floração (semana 8 - 10)

Por volta da semana 8 (cerca de 2 semanas antes da colheita) a sua planta precisará de um empurrão final para engordar devidamente as flores, pelo que nesta fase deverá alimentar a sua planta com a seguinte proporção:

  • 30% - Fertilizante universal 4-4-4 
  • 70% - Fertilizante de flora 2-8-4

Esta alimentação final fornecerá os nutrientes necessários para a sua planta desenvolver flores densas e terminar o ciclo de crescimento sem quaisquer problemas.

Devido a estes fertilizantes serem 100% orgânicos, o lavado das raízes (flush) é opcional, mas dependendo dos fertilizantes que estiveres utilizando, terás de fazer o flush para melhorar o aroma e o sabor das flores.

6. Sobrefertilização

A sobrealimentação é o resultado de uma solução demasiado forte, como referido acima, mais nutrientes nem sempre resultam em mais crescimento e algumas plantas são mais sensíveis do que outras.

 Quando não mede a dose de nutrientes que vai na sua solução, podes acabar alimentando-as em excesso e elas irão certamente apresentar sinais de deficiências. Apesar de ser um problema comum entre os cultivadores, os problemas que surgem são realmente graves e podem acabar por matar as suas plantas.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: sobrealimentação

Plantas de cannabis com sintomas de sobrealimentação.
 

Os sinais de sobrealimentação são amarelados ou manchas amarelas nas folhas e podem ser mais graves se não se lidar rapidamente, se se continuar a alimentar uma solução forte, as folhas começarão a amarelar, ficar marrons e a morrer, o que resulta numa planta estressada que crescerá mais lentamente, pode acabar por produzir rendimentos mais baixos e acabar por morrer, por isso, se vir sinais de deficiências, deve dar à sua planta um par de dias para recuperar e recomeçar a alimentar-se com uma dose mais baixa.

Tenha em mente que pode facilmente evitar isto usando o nosso horário de alimentação para a cannabis acima ou simplesmente usando uma dose mais baixa do que a recomendada e aumentá-la gradualmente.

 

Sintomas de Sobrealimentação

NitrogênioFolhas mais verdes, glahos fracos, menos absorção de água.
FósforoPontas queimadas, folhas finas, manchas nas folhas.
PotássioPontas das folhas queimadas, folhas inferiores enroladas, manchas nas folhas.
CálcioCrescimento lento, folhas murchas.
MagnésioFolhas verde escuro, crescimento lento.

 

7. Subalimentação

A subalimentação também pode prejudicar as suas plantas, se não fornecer os nutrientes que as tuas autos necessitam para produzir açúcares, eles não serão capazes de crescer e mostrarão sinais semelhantes aos sintomas de sobrealimentação. Embora algumas plantas possam crescer bem sem nutrientes, é recomendável que forneça pelo menos uma quantidade mínima para garantir uma colheita satisfatória.

 

Melhor Tabela De Alimentação Para Autos: subalimentação

Sintomas de subalimentação.
 

Lembre-se que os nutrientes são extremamente importantes, por isso mesmo que possa ter medo de alimentar as suas plantas em excesso, não há necessidade de o fazer, é normal que os cultivadores principiantes queimem as plantas, mesmo os cultivadores mais experientes podem queimar plantas quando estão a experimentar uma nova marca de nutrientes, por isso não se preocupe.

Basta ter a certeza de aprender com os seus erros e tentar ajustar a dose até atingir a quantidade ideal.

 

Sintomas de subalimentação

NitrogênioFolhas amareladas, folhas enroladas, folhas pequenas.
FósforoManchas escuras nas folhas, folhas enroladas, crescimento lento.
PotássioGalhos fracos, cor enferrujada nas folhas, floração lenta.
CálcioFolhas inferiores enroladas, floração lenta, manchas marrons/amarelas nas folhas.
MagnésioFolhas secas, manchas marrons nas folhas, aspecto doentio.

 

8. Flushing e quando parar de alimentar

O flushing consiste em lavar o excesso de nutrientes das raízes e meio 1-3 semanas antes da colheita. Como deve saber, todas as plantas de cannabis absorvem nutrientes para crescer, quando uma planta absorve nutrientes pode haver uma acumulação de nutrientes, embora isto seja mais comum com os nutrientes sintéticos, também pode acontecer com os nutrientes orgânicos.

A falta do flush pode facilmente afectar as flores, geralmente, as plantas sem flush têm um cheiro menos potente e são mais fortes na garganta, por isso se quiser que o sabor e o cheiro das suas flores se destaquem, e um fumo mais suave, recomendamos o flush com água ou produtos para flush que podem ser encontrados em lojas de cultivo.

9. Em Conclusão

A rega em autoflorescentes deve ser feita com cautela, não só as plantas automáticas mas todas as plantas são diferentes de uma forma ou de outra. Podes seguir uma tabela de alimentação para autoflorescentes como o que fornecemos acima, mas a melhor maneira de alimentar as suas plantas é compreender o ambiente em que está crescendo e a planta que estás cultivando.

Nossa Purple Lemonade, por exemplo, cresce muito bem sem nutrientes. 

Purple Lemonade Auto
Purple Lemonade Auto
Genes
Sativa 30%/Indica 70%
Genética
Purple Lemonade
Floração
9 – 10 weeks
Colheita
400 – 500 gr/m2
Altura
70 – 120 cm
THC
Até 22%
CBD
< 1%
Autoflorescente
Sim
Buy seeds from 13,00 €
1 fem
13,00 €
2 fem
24,00 €
3 fem
36,00 €
5 fem
55,00 €
10 fem
99,00 €
25 fem
215,00 €
50 fem
365,00 €
100 fem
590,00 €
500 fem
1 950,00 €
1000 fem
3 400,00 €
Pack
3 fem
Adicionar ao carrinho
36,00 €
 

Mas com nutrientes de boa qualidade e seu bom uso terás resultados excelentes. 

A quantidade de água e nutrientes que uma autoflorescente necessita depende da humidade, temperatura, tipo de meio, circulação de ar e genética, por isso recomendamos que passe um pouco de tempo com as suas plantas diariamente. Prestando atenção aos pequenos detalhes e sinais que a sua planta lhe dá, é aqui que faz a diferença entre cultivar uma planta boa e uma planta 100% saudável. Prometemos que ela retribuirá produzindo flores densas e muito resinosas.   


Este artigo foi actualizado recentemente em 22 de Janeiro de 2021.

26 August 2020
Comments